Microbicidas
 
                     FREQÜENTES QUESTÕES SOBRE MICROBICIDAS  

O que é um microbicida?

Microbicida é qualquer substância que pode reduzir consideravelmente a transmissão por infecções sexualmente transmissíveis (DST) quando aplicada ou na vagina ou no reto.Como os espermicidas de hoje, um microbicida pode ser produzido de várias formas, incluindo gels, cremes, supositórios, filmes, ou na forma de esponja ou de anel vaginal que liberem lentamente os ingredientes ativos a todo o momento.

 

Há produtos semelhantes disponíveis?

Não. Cientistas estão constantemente testando a existência de espermicidas e outras substâncias para verem se elas ajudam a prevenir a propagação das DST/HIV-aids. Cientistas estão pesquisando em torno de 50 produtos, dos quais, no mínimo 20 têm efetividade comprovada em animais e estão, no momento, sendo testados em pessoas. Com investimento suficiente, um microbicida pode se tornar viável para consumo dentro de cinco anos.

 

Como funciona um microbicida?

Pesquisadores estão atualmente explorando três diferentes produtos para o desenvolvimento de microbicidas. Entre eles estão substâncias que:

1- matam ou imobilizam o patógeno sexualmente transmissível;

2- bloqueiam a infecção através da formação de uma barreira entre o patógeno e a vagina ou o reto; ou 

3- previnem a infecção, controlando-a depois que o patógeno penetrou no corpo.

 

Um microbicida elimina a necessidade de se usar camisinha?

Não. Quando usadas freqüentemente e corretamente, as camisinhas (masculinas/femininas) são para melhor prevenir e proteger contra DST/HIV-aids, então elas ainda são a melhor opção. Mas, para pessoas que não podem ou que não irão usar a camisinha, e particularmente para mulheres cujos parceiros se recusam a usá-las, o uso de microbicidas pode salvar vidas e levar a um impacto substancial na epidemia.

 

Pode um microbicida prevenir contra todas as DST?

Visto que as DST são causadas por diferentes patógenos (vírus, bactérias, protozoários), um microbicida que funciona contra um patógeno da DST não protegerá necessariamente contra um outro. Mas está se tentando desenvolver um produto que seria para uma larga extensão de patógenos, incluindo HIV.

 

Esse a mulher desejar ficar grávida?

Alguns dos microbicidas que estão sendo investigados previnem a gravidez e outros não previnem.  Grupos de mulheres discutiram que é importante ter um microbicida associado a um que previna a gravidez, para que mulheres e casais possam proteger sua saúde e ainda ter a possibilidade de ter filhos. Fato este não verificado com camisinhas.

 

Seriam esses produtos seguros?

Todo novo produto deve passar por rigorosos testes de segurança antes de se tornarem aptos para o consumo. Felizmente, muitas das substâncias que estão sendo investigadas estão disponíveis a bastante tempo e algumas delas são até usadas rotineiramente na alimentação. Muitos produtos funcionam como um auxílio aos mecanismos de defesa natural da vagina.

 

Poderá o homem também se beneficiar com o microbicida?

Temos todas as razões para acreditar que o parceiro da mulher também estaria protegido da infecção se ela usasse um microbicida vaginal. Microbicidas podem ser usados de forma retal, mas a segurança e efetividade deste tipo de microbicida devem ser estabelecidas separadamente.Estudos de segurança do uso retal de alguns potenciais microbicida estão apenas começando.

 

IMPORTANTE: Recomendamos leitura do artigo científico: Um Clássico e Potente Microbicida: A Ação do Hipoclorito de Sadio em Infecções Vaginais. Autores: Passos MRL, Machado D, Goulart Filho RA, Bravo RS e Barreto NA. Jornal Brasileiro de Doenças Sexualmente Transmissíveis. Volume 14, número 1, páginas 5-15, 2002.

Disponível nesta mesma página: www.uff.br/dst/